18/02/2021

Temporada de colheita de arroz no Sul: conheça alguns cuidados especiais para esta operação

Tendências
Compartilhar:

Feijão com arroz é a base da alimentação da população brasileira. A combinação do grão com o cereal é, sem dúvida, uma das opções de refeição mais baratas e ricas em nutrientes do país. Apesar de ser uma dupla inseparável para muita gente, hoje, nossas atenções estão voltadas para o arroz, porque este mês inicia-se a melhor época para a colheita deste cultivo na região Sul do país. Queremos aproveitar este momento para trazer algumas informações importantes sobre esta atividade, tendo em vista que ela é responsável pelo sustento da maioria das famílias nas zonas rurais.

Colheita de Arroz

A duração do ciclo do arroz dura entre 100 e 140 dias. No Brasil, o sistema de plantio predominante é o irrigado, que representa 80%. Já o arroz de sequeiro ocupa 20% da área plantada. Além desta etapa, a colheita é outro processo decisivo na obtenção de bons rendimentos e de produto de alto valor comercial. Ela pode ser feita de forma manual, semimecanizada ou mecanizada. Neste último método, quando as máquinas entram, literalmente, em campo, são necessários alguns cuidados especiais para não comprometer o trabalho e os investimentos dedicados à cultura, tais como:

1. Leia o manual do fabricante e conheça todas as instruções de uso dos equipamentos para obter um maior rendimento com custo reduzido.

2. Verifique o estado de manutenção e conservação da máquina regularmente com atenção, assim como a velocidade do molinete, que deve ser suficientemente superior à do deslocamento no campo, para puxar as plantas para dentro do equipamento.

3. A velocidade de deslocamento da máquina deve ser reduzida para permitir um serviço eficiente dos dentes retráteis do molinete no erguimento do material e para não sobrecarregar o processo de separação e limpeza dos grãos.

4. O molinete deve ser regulado em menor altura e mais avançado do que nas lavouras normais, sempre com alinhamento bem paralelo às navalhas.

5. O serviço executado no sentido do acamamento é mais eficiente e, por isso, em casos extremos, é necessário operar em uma única direção, o que diminui o rendimento diário do serviço.

Além de todas essas medidas para potencializar as máquinas, é preciso se atentar que os pneus também têm uma função crucial nesta performance. Foi pensando nisso que a Titan criou modelos exclusivos para este tipo de operação, com durabilidade e excelente tração, que oferece máximo desempenho em tratores e colhedores de alto torque, especialmente em solos alagados:

SUPER tração
  • Altura da barra 100% maior que R1.
  • Maior penetração no solo e maior agarre.
  • Menor patinagem.
  • Perfeito para terrenos alagadiços.
SUPER autolimpeza
  • Desenho da barra “Garra 7”.
  • Previne acúmulo de resíduos.
SUPER resistente a impactos, cortes e irregularidades do terreno
  • Composto especial de borracha da banda de rodagem.

Pneus Goodyear Titan R2

Maior portfólio de medidas produzidas nacionalmente!

  • Desenho da banda de rodagem aberto com “garras 7”  
  • Garra alta que garante excelente autolimpeza
  • Tração extra e menor patinagem
  • Durabilidade e resistência a impactos, cortes e danos

Quer saber mais sobre a colheita de arroz? Siga @titanpneus no Instagram e confira a série #TitanRiquezasDaTerra.

E para continuarmos o assunto, conta pra gente: qual cuidado especial você considera mais importante para uma colheita produtiva?

Sem Comentários

Deixe uma resposta