Site Loader
A soja no Brasil
Compartilhar:

Muito utilizada na alimentação humana e animal, na produção de bens de consumo, de medicamentos e de combustível, a soja foi introduzida no Brasil pelos japoneses por volta de 1908. Apesar da intenção dos imigrantes de fazer a leguminosa prosperar no país, na época, os esforços e investimentos rurais estavam direcionados à produção de café.

Foi só na década de 70 que a soja ganhou efetivamente espaço nas nossas lavouras, por influência da indústria de óleo e pelas necessidades impostas pelo mercado internacional. Hoje, a soja se tornou uma das principais culturas agrícolas nacionais e é protagonista na balança comercial do país: o Brasil é o maior produtor e exportador mundial do grão.

Diferenciais da produção nacional

Produção nacional
Soja brasileira

Soja
brasileira

37% de proteína

Soja americana

Soja
americana

34,7% de proteína

O índice de proteína encontrado na soja é um dos seus maiores atrativos para os consumidores, e a taxa encontrada na leguminosa produzida no Brasil se destaca frente aos concorrentes. O teor médio proteico da soja brasileira é de 37%, enquanto a do grão produzido nos Estados Unidos, que é o segundo maior produtor mundial, é de 34,7%.

Eficácia no campo

Eficácia no campo

O bom desempenho do nosso cultivo tem sido mantido mesmo durante a pandemia e as projeções apontam que o Brasil permanecerá à frente dos norte-americanos na safra atual de 2020/2021. A previsão de colheita é de 131 milhões de toneladas, o que representaria um novo recorde.

Com a disponibilidade de terras e a aplicação de tecnologia de ponta, os produtores rurais têm conseguido alcançar níveis altíssimos de excelência. O aporte de maquinários potentes, equipados por pneus de última geração, trazem muito mais produtividade e eficácia para o campo.

Para este período de colheita, a Titan tem em seu portfólio a linha OPTITRAC, marca Goodyear Farm Tire, e o lançamento RTF – RADIAL TRACTION FIELD, da marca Titan. Com garras mais robustas, costado reforçado e tecnologia Aero-Tien, eles promovem mais resistência e suportam melhor a carga exigida pelas colheitadeiras.

Os modelos Titan disponíveis, OPTITRAC e RTF – RADIAL TRACTION FIELD, também podem ser utilizados na safrinha. São pneus com barras R1W, 25% maior em relação ao R1, com menor compactação do solo e mais conforto para o operador.

Pneu optitrac
OPTITRAC e RTF – Radial Traction Field
  • Garras robustas
  • Costado reforçado
  • Tecnologia Aero-Tien
  • Barras R1W
  • Menor compactação do solo
  • Mais conforto para o operador

Curtiu conhecer um pouco sobre o cultivo de soja no Brasil?
O que você mais gostou de saber?

Fique por dentro de outras curiosidades no nosso perfil do Instagram @titanpneus com a série #TitanRiquezasDaTerra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *